quarta-feira, 24 de junho de 2009

nove

Não sei muito bem para que serve um blog.
Pode ser intimista, provocatório, social, humorístico...
Pode ser cruel, efervescente, acusatório e difamador...
Pode ser decente, amoroso e bem-aventurado...
Pode ser tanta coisa.
Não sei muito bem como vai ser o meu blog.

18 comentários:

Reflexos disse...

Aí é que está a parte interessante de um blogue: fazemos dele o que queremos e a partir de uma certa altura ele faz muito por nós...

volteface.book disse...

Será?

pensamentosametro disse...

Mais de dois anos depois de me ter estreado nestas coisas dos blogs, o meu continua apenas a servir para o que sempre serviu, uma espécie de ouvinte mudo de notas mentais.

Pelo caminho já fiz alguns amigos reais, daqueles para a vida e aprendi, aprendi umas quantas coisas que a vida, indo já longa ainda não me tinha ensinado.

Bjo



Tita

volteface.book disse...

Pois então mãos à obra!

Gi disse...

Que seja um reflexo de ti.

volteface.book disse...

Bom, isso não é perigoso?

mf disse...

Um blog serve para o que tu quiseres que sirva. Pode ser tudo o que disseste. Muito mais. Ou muito menos. Depende do dia, da motivação, do objectivo.
Eu ainda hoje não sei muito bem como é o meu blog.

volteface.book disse...

Bom, fico com mais medo ainda depois de todas as vossas opiniões.

mf disse...

Medo? Por que carga de água? O blog é teu, tu controlas...

volteface.book disse...

Eu sei lá quem controla quem. Já recebo emails e tudo. E só passaram dois dias. E depois dá-me vontade de escrever coisas assim sem importãncia nenhuma, tipo twitter.

mf disse...

Eh eh
Andares a passarinhar pelos blogs suscita a curiosidade e faz com que comecem a fuçar, pois claro. Mas só respondes se queres, não é? Logo, tu controlas.

Tu twitta à vontade! Às vezes dá gozo ler coisas sem importância nenhuma. Descansa a cabeça! :)

volteface.book disse...

Isso de ir aos outros blogs até fui. Mas fui aqueles que já seguia sem dizer nada. Não é um bocado estranho ir pedir palminhas?

mf disse...

Não me parece que tenhas ido pedir palminhas. Foste dar-te a conhecer. O que é sempre bom.

Pensa nisso como o vizinho do andar de cima que resolveu vir à vizinha do andar de baixo pedir desculpa pela rave. ;)

volteface.book disse...

Bom, sou mais do tempo de uma chávena de arroz... ou açucar. :)

Gigi disse...

Eu ainda não sei definir o meu e já lá vão 3 anos. :)

O medo que demonstras nalgumas respostas que deste aos comentários a este post também me acompanha. Ainda. :)

Um blogue constrói-se porque se quer. Ou então não.

volteface.book disse...

É bem verdade e torna-se viciante.

ana.grichetchkine disse...

Mas, ó João, olha que para quem não sabia, te safaste muito bem... :) Tens aqui um belo blog, onde dá gosto navegar... Parabéns!

volteface.book disse...

:)