quinta-feira, 4 de novembro de 2010

A sopa de cavalo dado, não se olha o dente de leite.



Com o aumento previsto do IVA para uns inacreditáveis 23% em alguns produtos de primeira necessidade, resta-nos sentar e fazer contas à vidinha (isso de ter uma vida já foi chão que deu uvas).
De todas as medidas, uma há que exaspera jovens, adultos e idosos, que é o badalado aumento do leite com chocolate, essa mistura catita que tonifica a alma e presenteia o palato com muito Vigor. É, resumidamente, uma bebida Mimosa.
A situação é ainda mais anedótica quando sabemos que o vinho continuará a pagar os mesmos 13% de IVA, não sofrendo qualquer alteração no seu corpo e cor.
Ora esta situação leva-me a tempos idos, da outra senhora, altura em que a nação era pobre e inculta e em que se proferiam palavras que tinham muito peso, como honra, honestidade, ultramar e, até mesmo, mocidade portuguesa.
Nessa mesma altura, era proibida a venda e consumo de coca-cola, por exemplo.
Raio de tempos esses, em que uma criança era obrigada a tomar um pequeno-almoço denominado “sopa de cavalo cansado” para ir quentinha para a escola, calcorreando dezenas de quilómetros ao frio e relento, de madrugada, para depois ter de fazer todo o percurso inverso até casa e ainda ajudar na lida da mesma.
Todos nós criticamos essa mistura venenosa e que fazia mal aos petizes, pois a sopa de cavalo cansado consistia em pão demolhado em vinho tinto, algo que se pensava fortificante. E, hoje, nenhum pai ou mãe ousa sequer pensar nessa solução matinal para o seu próprio filho.
Mas os tempos mudam, o governo mantém-se, e o IVA dispara.
O leite com chocolate ficará arredado do cabaz mensal de uma família média, e ao ritmo a que as escolas fecham por todo o pais, principalmente onde mais fazem falta, chegamos a uma simples conclusão:
Andámos meio século para trás! E isto quando já estávamos atrasados 25 anos em relação à Europa. Portanto, são 75 anos a marcar passo.
Amanhã, os petizes sairão de casa com a barriguita bem cheia de tintol (13% de IVA) e percorrerão dezenas de km para chegar à escola (+ de 700 fechadas este ano).
Ah.... mas transportarão um peso acrescido: chamam-lhe Magalhães. 
Viva o pro... Gresso.


PS: TALVEZ DEVIDO A ESTE ESCRITO, O GOVERNO DECIDIU NÃO AUMENTAR O IVA NO LEITE ACHOCOLATADO.

2 comentários:

Gastão de Brito e Silva disse...

É bom ter-te de volta...

A propósito de atraso, e porque ando nas ruínas...o nosso atraso é de 250 anos, pois a Europa reabilitou-se de duas guerras mundiais e nós ainda temos feridas abertas do terramoto...

G;-)~

JG disse...

Obrigado Gaston e sim, tens razão!
:)