domingo, 30 de agosto de 2009

oitenta e três

Após longos anos descobri a adjectivação ideal para dois tipos de gente que abomino e de quem tento, muitas vezes com esforço inglório, afastar-me. São as LF e as LS. Curioso como olho agora para quatro simples letras, uma delas até repetida, e percebo quanto demorei a encontrá-las. Mas acho que valeu bem a pena e vamos a isso!

As LF são as Lagostas Fingidas, gentalha que se queixa de tudo e mais alguma coisa como a gripe, a crise, o ponto de cruz, o souflé que não subiu, dos litros que o carro gasta, do preço sobrevalorizado do espumante champanhês, da disparidade de valor de uma salada de rúcula do Pingo para o Apolónia, do povo que está na praia que há vinte e tal anos era sua pertença, do sol que está forte, da nuvem que se coloca mesmo defronte do astro-rei, dos noticiários que só passam tragédias, da falta de elementos trágicos durante o Verão, da celulite das socialites, dos cremes que essas recebem de borla dos seus amigos cabeleireiros um bocado larilas, dos gays que estão ali mesmo à frente e dos corpos esbeltos que muscularmente exibem. As LF estão sempre descontentes mas há uma enorme diferença entre a LFH e a LFM, simples e directos sub-grupos. O Homem é mais desgraçadinho pois fala muito sobre as tragédias do emprego que ainda tem, sabe-se lá porquê. A Mulher vive apenas desgraçadamente exigindo ao seu H mais empenho, objectivos, capacidade de liderança e de trabalhar com espirito de equipa porque para o ano que vem aí mesmo já ao virar da esquina, precisa de uma temporada de liftings e upthings, solário e massagens, tai chi e tuchi e taiquemori para fazer boa figura no tchin-tchin… que só viverá com as amigas da mesma laia.

As LS são as Lagostas Suadas, gentalha que só se queixa do enorme esforço que dispende diária, mensal e anualmente para poder pagar todas as contas dos seus 2,3 filhos, 1,4 imóveis, 2.0 veículos automóveis ou outros, 12+2 mensalidades x X (veículos, imóveis, escolas, atls, ginásios, seguros, time-sharings e ….. – colocar o que falta pois não tenho paciência-), que o governo não presta mas vale mais que uma alternativa que não presta, que vota Isaltino, Felgueiras e demais mesmo sendo cúmplices (e vitimas) dos seus crimes, que acha graça às namoradas do CR7/9 mas repudia a falta de formosura dos elementos femininos da sua família, que o Beemer do vizinho tem um facelift mais actual que o seu modelo, que o pão cozido depois de congelado é mesmo muito mau mas já não há outro e que, raios partam isto tudo, a crise não há meio nem fim.

Agora que vos expliquei o que são LFs e LSs e as razões que me obrigam a fugir a sete pés, perguntar-me-ão se eu próprio não penso algumas destas coisas. E sim, claro que sim! Sou português, eterno insatisfeito, sebastiasnista e por conseguinte, atolado em tudo o que não tem importância alguma.

Como disse o outro e reforçando, se me é permitido, com o meu toquezito, “bolas pá, façamos o favor de ser felizes cum catano!Arrrrrrrrrrrrrrrrrreeeeeeeeeeeee!”.

4 comentários:

Quase nos 50 disse...

Ou seja, somos todos L (de lagosta, pobre bicho que não aprecio, sou mais de lagotins) só que alternamos (no bem sentido) entre F e S......e viva a eterna incongruência do ser humano!
;-)

volteface.book disse...

Não é? :) Quanto a bichos, sou um homem de gostos simples: uma sapateirazita marcha sempre e não é nenhum grande roubo.

AnaD disse...

Ser feliz levanta um problema gravíssimo ...

...

... de que nos queixaríamos depois?!?

volteface.book disse...

Opá, arranjavamos logo assunto. :)